Entrevista com Pedro Morettin

quarta-feira, 3 de abril de 20130 comentários




Possui graduação em Matemática pela Universidade de São Paulo (USP), mestrado (MA) e doutorado (Ph.D) em Statistics  - University of California, Berkeley  (1972). 

Atualmente é Professor Titular do Instituto de Matemática e Estatística da USP. Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, atuando principalmente nos seguintes temas: séries temporais, análise de ondaletas e aplicações em Atuária , Finanças, Ciências Físicas e Biomédicas.

Membro do corpo editorial de vários periódicos, dentre eles: Journal of Forecasting, Revista Brasileira de Probabilidade e Estatística, Canadian J. of Statistics, Journal of Time Series, São Paulo Journal of Mathematical Sciences.

Publicou 8 livros, participou em mais de 60 encontros nacionais e internacionais sendo em cerca de 30 deles palestrante convidado, e recebeu importantes prêmios e títulos.


Confira abaixo a nossa entrevista:




Sendo um profissional experiente e reconhecido na área da Estatística, quais dicas o senhor gostaria de deixar para uma pessoa que acabou de entrar na graduação?

Pedro Morettin - Depende dos objetivos da pessoa. Se ela pretende trabalhar, é claro que deve procurar um emprego, e hoje os estatísticos são muito requisitados em bancos, indústria, instituições do governo etc. Mas, em muitos lugares, pode ser necessário ter o mestrado, ou mesmo o doutorado. Há alunos  que pretendem seguir a carreira acadêmica, então o natural é  que eles procurem os centros de pós-graduação no Brasil que tenham programas de mestrado e/ou doutorado em Estatística. Atualmente, há muita procura por doutores em Estatística  em  universidades no país.



Com experiência em bancas de Mestrados, Doutorados e Ph.Ds, quais dicas o senhor daria para a produção de uma boa tese?

Pedro Morettin - Primeiro, escolher uma área, depois um orientador nessa área. O tema da tese (ou dissertação) pode ser escolhido pelo aluno ou orientador, ou em conjunto. Como atualmente há uma grande ênfase em publicação de artigos para efeito de concursos e bolsas de pós-doutorado, seria conveniente que a tese já fosse sendo escrita de modo a facilitar a obtenção de um ou mais artigos. Alguns programas já aceitam que a tese seja escrita em Inglês e seja, por exemplo, uma coleção de artigos (eventualmente alguns já submetidos ou mesmo aceitos).



"[...] todo estatístico deve saber usar as diversas abordagens da Inferência Estatística: Clássica (ou frequentista), Bayesiana, Jeffreyniana etc."



O Senhor utiliza a Estatística Bayesiana em Séries Temporais há muitos anos. Qual a inovação mais importante referente a essa área?

Pedro Morettin - Em primeiro lugar, devo dizer que todo estatístico deve saber usar as diversas abordagens da Inferência Estatística: Clássica (ou frequentista), Bayesiana, Jeffreyniana etc. Mas há, contudo, defensores de uma abordagem em detrimento das outras. Meu ponto de vista é que se deve usar a metodologia que melhor se adeque ao problema (teórico ou prático) que está sendo  proposto. Nesse sentido, não creio que se pode falar em inovação ao se usar uma abordagem ou outra. Assim, na área de Séries Temporais, como em qualquer outra, há problemas em aberto, que poderão ser resolvidos por meio de uma ou mais dessas abordagens.



Qual área ou aplicação da Estatística o senhor mais gosta? E qual acha a mais promissora?

Pedro Morettin - Minha área de atuação é Séries Temporais, portanto deduzo que é a que mais gosto! No que se refere  à Estatística como um todo, vejo que uma área promissora é a Análise de Dados Funcionais, onde agora os "dados" são funções, e não números (ou vetores). Esse tipo de análise tem aplicaçoes enormes em medicina (Neurociência), Meio Ambiente (desflorestamento, aumento do nível do mar, degelo de glaciares ) etc.



Muitos universitários, especialmente da graduação, não sabem o que são ondaletas (wavelets). O senhor poderia falar, em poucas palavras, mais sobre esse tema?

Pedro Morettin - Acho que muitos já ouviram falar em séries de Fourier.  Sob determinadas condições, uma função pode ser   expandida numa série de senos e cossenos, que constituem a base de Fourier (um sistema ortonormal).  Há outras bases de funções que também são usadas para o mesmo fim, como polinômios ortogonais, splines e ondaletas. Ondaleta significa uma onda pequena, e a vantagem das ondaletas é que é possível representar funções mais complicadas com um pequeno número de funções da base. Além disso, as ondaletas são localizadas em tempo e frequência, ao passo que senos e cossenos são localizados na frequência somente.



O senhor iniciou sua carreira acadêmica graduando-se em matemática, posteriormente especializou-se na área da Estatística, realizando mestrado e doutorado. Entretanto, o que o fez tomar essa decisão? Digo, por que escolheu seguir o ramo da Estatística?

Pedro Morettin - Eu diria que foi uma decisão quase ao acaso! Depois de graduado, foi-me oferecida uma posição (naquele tempo, de Assistente) nas cátedras de Análise e Estatística, quase que simultaneamente. Como alguns colegas meus tinham sido contratados na Estatística, resolvi segui-los. Acontece que, naquela época, na graduação em Matemática não havia Estatística, como hoje, de modo que eu não tinha ideia do que se fazia em Estatística!



Vemos que o curso de Estatística apresenta uma grande evasão de alunos. Em sua opinião, a que isso se deve? 

Pedro Morettin - Eu não tenho certeza  se essa afirmação é correta. Mas imagino que, como em qualquer curso do IME (ou mesmo da USP) há algum grau de evasão, por diversas razões: o aluno não tinha noção do curso escolhido e depois viu que não era o que queria,  ou foi o que restou a ele, e depois tentou outra carreira, e assim por diante.



"Eu penso que todo docente deveria se preocupar com a ideia de desenvolver bibliografia em Português, em sua área de atuação."



O senhor está envolvido na publicação de cinco livros que hoje são adotados em cursos de vários níveis. Como foi trabalhar nessas publicações? 

Pedro Morettin - Eu penso que todo docente deveria se preocupar com a ideia de desenvolver bibliografia em Português, em sua área de atuação. Foi por isso que me propus a escrever textos, com a colaboração é claro de outros colegas. Para mim isso tem sido muito gratificante, tanto quanto tem sido a orientação de alunos.



Como foi ser o primeiro brasileiro a ganhar o prêmio indiano Mahalanobis Awards, que premia um estatístico que tenha origem e reputação construída em um país em desenvolvimento?

Pedro Morettin - Para mim foi uma grande honra ter sido indicado e ter sido premiado. Outro prêmio que também recebi, o Prêmio ABE,  também teve o mesmo caráter. Para mim, ambos reconhecem o trabalho que tive, e continuo a ter, em prol do desenvolvimento da Estatística no Brasil e América Latina.



Na sua avaliação, como anda a qualidade dos artigos publicados em periódicos nacionais? Nós vemos grandes avanços na Estatística sendo publicados? Em caso negativo, quanto tempo isso levará para acontecer?

Pedro Morettin - São poucos os periódicos nacionais na área de Estatística, sendo o BJPS (Brazilian Journal of Probability and Statistics) o mais importante. Creio que a qualidade dos artigos submetidos ao BJPS tem aumentado, notadamente depois de ter sido associado ao IMS (Institute of Matematical Statistics) como "supported journal". Grandes avanços em qualquer área  são poucos e o mesmo vale para a Estatística.



Observando o seu histórico de publicações de artigos científicos, vemos que no ramo da Estatística, o senhor é uma das pessoas mais ativas do Brasil. Qual é o segredo para se manter sempre ativo?

Pedro Morettin - É preciso, em primeiro lugar, saber dividir seu tempo entre: aulas, orientações, atendimento de alunos, pesquisa e elaboração de  textos. Depois, é necessário ter colaboradores; hoje em dia, artigos são escritos em colaboração, na maioria das vezes. Finalmente, os trabalhos sugeridos a alunos de mestrado e doutorado são fontes de novos problemas a serem pesquisados.
Compartilhe :
 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2011. Estatisti.co - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger