A Energia no Brasil

domingo, 6 de janeiro de 20130 comentários



Por mais de quatro séculos, a lenha foi a principal fonte primária de geração de energia no Brasil. Com o passar do tempo foram surgindo novas, desenvolvidas e aperfeiçoadas formas de energias, como por exemplo, a energia hidráulica, utilizando as famosas usinas hidrelétricas, o carvão mineral, o gás natural, a energia nuclear e principalmente o petróleo. Hoje em dia existe um foco muito grande na produção de energia de fontes renováveis, onde a principal delas no Brasil é o etanol produzido através da cana-de-açúcar, que é uma alternativa importante para o petróleo, principalmente como combustível de automóveis.

A matriz energética brasileira é um segmento que inclui todas as fontes de energia disponíveis no país. A participação das fontes de energia renováveis no ano de 2011 alcançou o percentual de 44,1% de todas as fontes de energia utilizadas no país e este é um valor bem significativo, pois a média mundial de participação de fontes de energia renováveis é de 13,3%, de acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE).

Este percentual de 44,1% das fontes renováveis na matriz energética do país e a grande diferença com relação a média mundial mostra que o Brasil é um país que incentiva e desenvolve este tipo de energia e isto é bem positivo, pois as fontes de energias renováveis poluem menos o meio ambiente e assim trazem menos danos a natureza.

A seguir esta representada a distribuição da matriz energética brasileira:

Renováveis (44,1%)

Biomassa de cana: 15,7%
Hidráulica e eletricidade: 14,7%
Lenha e carvão vegetal: 9,7%
Lixívia (água de lavagem das cinzas da queima de madeira) e outras renováveis: 4,1%

Não Renováveis (55,9%)

Petróleo e derivados: 38,6%
Gás natural: 10,1%
Carvão Mineral: 5,6%
Urânio: 1,5%

Fonte: EPE
Compartilhe :
 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2011. Estatisti.co - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger